Dental Tribune Portugal

Porque é que a inteligência emocional na odontologia é uma habilidade vital?

By Dental Tribune International
November 10, 2021

LEIPZIG, Alemanha: Inteligência emocional (IE) está relacionada às maneiras pelas quais um indivíduo pode compreender e gerir as suas próprias necessidades, bem como reconhecer e lidar com as necessidades dos outros e as habilidades para fazer isso. Como profissional de odontologia, essas são habilidades importantes porque cada atividade durante um processo de tratamento exige uma conexão emocional com os pacientes, e aqueles que podem colocar a sua IE em prática de forma eficaz terão mais sucesso a longo prazo.

Embora os profissionais de odontologia trabalhem com pessoas o dia todo, não são necessariamente os melhores nisso e muitas vezes não têm IE. Por exemplo, um estudo publicado no Journal of International Oral Health intitulado “Emotional intelligence among dental undergraduate students: An indispensable and ignored aspect in dentistry”, mostrou que apenas 11,55%dos 186 alunos de graduação em odontologia questionados numa pesquisa apresentaram bons valores de IE. Num artigo publicado na ACTA SCIENTIFIC DENTAL SCIENCES sobre o assunto, o autor, Dr. Mohlab Al-Sammarraie, afirmou que, como dentista com muitos anos de experiência em liderança, acredita “que o progresso sustentável da profissão depende da habilidade de todos os dentistas em encontrar um equilíbrio entre as necessidades emocionais dos pacientes e realizar adequadamente as técnicas operacionais exigidas”.

É uma perda de tempo tent ar aument ar o con he c i mento?

Al-Sammarraie referese à combinação de IE e o quociente de inteligência (QI). Essa relação foi amplamente estabelecida e estudos mostraram que o QI se correlaciona com as habilidades de controlo cognitivo. Em resumo, a pesquisa sugere que IE é mais importante do que a competência técnica quando se trata de ser um gestor de sucesso, que indivíduos com melhores habilidades sociais tomam melhores decisões e que o retorno do investimento em trabalhar para melhorar IE é muito maior do que trabalhar para aumentar o conhecimento de alguém.

Este pode ser um facto difícil de engolir para os praticantes que amam refinar as suas técnicas cirúrgicas (ou qualquer que seja seu objetivo) para a perfeição máxima. Na verdade, essas habilidades técnicas valem muito pouco quando não podem ser colocadas em prática porque os dentistas não conseguem conectar-se com os seus pacientes emocionalmente e encontram continuamente problemas recorrentes de liderança.

IE é f u ndament al para o suce s so

A boa notícia é que a IE pode ser aprendida. IE é descrita como a existência de quatro traços comportamentais dominantes chamados auto-consciência, consciência social, autogestão e capacidade de administrar relacionamentos. Os parágrafos a seguir investigam cada característica e consideram algumas dicas de como essas características podem ser traduzidas na vida profissional quotidiana num consultório odontológico.

Autoconsciência

A autoconsciência é a base para ser um bom líder, mas requer autorref lexão. Avaliar-se de forma objetiva no dia-a-dia pode ser uma boa forma de entender os pontos for tes e fracos que se manifestaram em determinadas situações ao longo do dia. Pedir a colegas de trabalho de conf iança que se descrevam também pode ser uma boa fonte de informações. Outra ótima dica é manter um diário onde metas, planos e prioridades possam ser anotados para referência futura.

Consciência social

Para ser mais consciente socialmente e, essencialmente, um líder melhor, é útil praticar alg umas habilidades de observação que incluem aprender a entender o que sig nif ica realmente ouvir os outros. Para fazer isso, é essencial prestar atenção ao tom de voz das outras pessoas, observar as expressões faciais e a ling uagem corporal, desenvolver uma noção do estado de espírito geral no escritório e tentar perceber os pequenos detalhes que podem fazer uma diferença considerável.

Autogestão

Frequentemente, antes que alguém tenha a capacidade de se concentrar nos outros e prestar atenção às coisas aparentemente subtis que acontecem numa clínica, este precisa obter o controlo da sua própria carga de trabalho. Planear cada dia de trabalho e vir às reuniões preparado pode fazer uma grande diferença e proporcionar uma sensação de controlo. Outra ótima maneira de praticar a auto-gestão é definir uma meta, focar a atenção nessa tarefa, ref letir sobre a tarefa e então, conscientemente, seguir em frente.

Capacidade de gerir relações

Todas essas dicas devem, em última análise, ajudar a melhorar os relacionamentos no local de trabalho, porque as pessoas que trabalham por conta própria desenvolvem uma melhor compreensão do que está a acontecer dentro da cabeça das pessoas à sua volta. Para aprofundar as conexões com os colegas de trabalho, é importante identificar as necessidades de relacionamento, gerir limites, valorizar os outros e programar tempo para construir relacionamentos.

Essencialmente, a razão pela qual a IE é fundamental para o sucesso de alg uém é que mais problemas do mundo real podem ser resolvidos com habilidades pessoais, em vez de inteligência pura. Felizmente, a vida quotidiana tem muitas situações em que todos os quatro traços comportamentais dominantes podem ser praticados.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

© 2021 - All rights reserved - Dental Tribune International