Scannface e Planmeca criam ligação de futuro

Search Dental Tribune

Scannface e Planmeca criam ligação de futuro

Scannface e Planmeca criam ligação de futuro (Créditos:Scannface e Planmeca)
Dental Tribune Portugal

By Dental Tribune Portugal

qua. 2 fevereiro 2022

save

Em entrevista conjunta, os responsáveis pela Scannface e Planmeca, António Morais e Sérgio Almeida, explicam o conceito de uma parceria que pretende comunicar, promover, vender e implementar soluções digitais à medida das necessidades de cada cliente. O objetivo é tirar partido da experiência e competência das soluções digitais Planmeca, bem como da competência e experiência da Scannface num nicho de mercado em crescimento acelerado.

Porque decidiu mudar a sua vida profissional? Sentiu que precisava de um novo desafio?
Almeida: A minha formação de base é de Técnico de Equipamentos Dentários, curso que concluí na Faculdade de Medicina Dentária de Lisboa em 1997. Nesse ano comecei a minha vida profissional na Dentofarma, que foi durante muitos anos líder de mercado, através de representações de reconhecida qualidade, tendo sido aí que tomei contacto pela primeira vez com a Planmeca, que comemora este ano o seu 50º aniversário. Em 2010 (já desaparecida a Dentofarma com o seu fundador, o Sr. Victor Duarte) sabíamos que os numerosos clientes da Planmeca estavam "abandonados" após o desaparecimento do mercado nacional dos seus distribuidores (Evidente, Fadente, Simaport). Foi para dar suporte aos usuários Planmeca e aos potenciais novos clientes, que fui a Helsínquia, falar na altura com o vice presidente, o Sr. Tuomas Lokki, para um novo projeto de distribuição Planmeca, em nome da minha anterior empresa. Respondendo à pergunta - depois de dez anos a fazer o caminho das pedras - não precisava de um novo desafio, necessitava de regressar ao desafio original, de uma representação séria e consistente e centrada nas pessoas, com uma política de proximidade, que uma marca Premium como a Planmeca o exige.

Quais as melhores recordações e motivos de orgulho que guarda da sua passagem pela anterior empresa?
Almeida: Provavelmente foi ter apresentado um projeto inicial à Planmeca (em 2010), que de certo modo era um projeto de vida, e ter merecido na altura, tal como agora, a confiança pessoal dos seus responsáveis.

A pandemia esteve de alguma forma ligada a esta mudança?
Almeida: Sim, na medida em que nos obrigou a parar a todos. Isso permitiu pensar no que podemos e devemos fazer e, portanto, potenciou mudanças.

Recentemente criou a Orbis-Dental, dedicada ao projeto, instalação e manutenção de clínicas dentárias e médicas. O que o motivou a criar esta nova empresa?
Almeida: A Orbis já existe desde 2014, como empresa prestadora de serviços e consultoria, e foi agora recentrada, para dar continuidade ao projeto inicial de gerir com qualidade os clientes Planmeca.

Como está a correr o novo projeto?
Almeida: Como sabe, da pandemia resultou o acelerar de mudanças sobretudo a nível digital e ambiental, bem como na organização do trabalho. Com o desconfinamento progressivo, estamos a organizar-nos para de diversas formas, podermos estar próximos dos clientes e dos potenciais clientes Planmeca, acompanhando as mudanças, e comunicando as nossas soluções de forma clara.

Quais os principais objetivos que espera alcançar a breve/médio prazo?
Almeida: São vários, mas destaco um: com as soluções digitais de Hardware & Sofware all in one da Planemca, ajudar os profissionais de saúde oral a fazerem a transição digital de forma não intimidatória e garantir resultados mais previsíveis, a melhorar a experiência de tratamento do paciente e, a prazo, diminuir custos.

A par desta sua mudança profissional, estabeleceu uma parceria com a Scannface Digital Dentistry do Dr. António Morais. Em que consiste esta ligação e quais as vantagens de parte a parte?
Almeida: Como é sabido, e já referi acima as tecnologias digitais 2D, 3D e 4D, estão a desenvolver-se de forma exponencial. A Planmeca, provavelmente o maior e mais inovador fornecedor de soluções digitais para a saúde oral, é a primeira empresa a ter uma solução aberta, completa e integrada de alinhadores - One for all, all for one: LM - Silicone Activator e Aligner PlanSmile - Solução Completa de Alinhadores Planmeca CCA - Solução de Hardware & Software para alinhadores em consultório. Resumindo, a parceria com a Scannface tem como objetivo comunicar, promover, vender e implementar soluções digitais Planmeca, à medida das necessidades de cada cliente. Assim, todos tiramos partido da experiência e competência das soluções digitais Planmeca, como da competência e experiência da Scannface neste nicho de mercado em crescimento acelerado.

Como tem reagido a Scannface Digital Dentistry a estes tempos de pandemia?
Morais: Vejo a situação – de copo meio cheio ou meio vazio - com muito interesse, em que a perceção da realidade e a realidade andam de candeias às avessas. Por um lado, admite-se que as tecnologias digitais permitem mudanças qualitativas e oportunidades de evolução - tratamentos mais previsíveis, resultados mais rápidos, procedimentos mais ecológicos, confortáveis, económicos e seguros - como é o caso das impressões digitais/scanners intraorais. Por outro lado, os preços destas tecnologias (embora no caso dos scanners intraorais os mais vendidos sejam os mais caros, quer na aquisição como na utilização), mas sobretudo o mind-set ou mentalidade, seja por resistência à mudança ou intimidação tecnológica, impedem a adoção dessas tecnologias.

Como classifica a concorrência no setor?
Morais: Há uma distorção da concorrência no setor, por excesso de médicos dentistas, e excesso de grandes grupos de clínicas. Se confiamos na mão invisível do mercado livre, o que faz o regulador? Impõe regras (registo e legalização radiológica são o último exemplo disso) que oneram ainda mais as atividades dos médicos dentistas, dificulta o investimento na digitalização dos exames de diagnóstico, e no limite aumentam os riscos de radiações: se as regras do licenciamento dos CBCT 3D, são incomportáveis, os exames serão desviados para os centros de radiologia e substituídos por exames do tipo TAC, que emitem duas a três vezes mais radiações que os CBCT's dentários. Por outro lado, a realização de um volume 3D, emite menos radiação que uma ortopantomografia - pelo menos com os aparelhos da Planmeca é assim. Neste caso, perceção e realidade em trincheiras opostas - não chegava a mão invisível do mercado a apertar o gasganete aos cuidados de saúde oral - cuidados de saúde a que o estado assobia para o lado - temos ainda que contar com os apertos da mão do regulador, que tende a aumentar o risco das radiações, efeito contrário ao pretendido. Concluindo, o copo continua meio cheio ou meio vazio – como ser queira ver - mas verifica-se a tendência de haver menos operadores e utentes, na parte do copo cheio, e mais na parte do copo vazio.

António Morais e Sérgio Almeida

Quais as principais mudanças que a empresa se viu forçada a fazer?
Morais: As decorrentes do distanciamento social, substituindo os contactos pessoais por outras formas de comunicação.

Atualmente já se verifica uma retoma no setor?
Morais: Como disse atrás, o setor depara-se com novas restrições e ameaças ao seu normal funcionamento, e a prova de fogo começa agora com o início das aulas e o fim das moratórias para empresas e famílias. Não se prevê que 2021, apesar do recuar da pandemia, permita o avanço económico do setor.

Em que consiste a parceria com a Orbis Dental do Dr. Sérgio Almeida?
Morais: Resumidamente, em articulação mútua, a Scannface como missão a construção estratégia comercial e de marketing - serviços de pré-venda, venda e pós-venda - das soluções digitais 3D & 4D Planmeca, a Orbis tem a responsabilidade da importação, montagem e garantia das referidas soluções Planmeca.

De que forma trabalharão juntos e o que espera alcançar nesta ligação?
Morais: De forma simplificada, partilhando informações e concertando ações, envolvendo sempre que possível a Planmeca e a sua nova estrutura, a Planmeca Ibérica: partilha de informações sobre o mercado - clientes, concorrência, reguladores e consumidores finais - (por exemplo, hoje verifica-se um tendência crescente para a procura de tratamentos ortodônticos pela técnica de alinhadores invisíveis), para oferecermos ao setor as melhores soluções de digitais em termos de qualidade/funcionalidade/preço.

O que valoriza mais no trabalho e competências do Dr. Sérgio Almeida?
Morais: A capacidade de mudar ou a tolerância à mudança, e sobretudo a capacidade de ouvir os clientes.

Têm novos projetos pensados em conjunto ou isso nem se coloca?
Morais: Sim. No âmbito das soluções de Hardware & Software all in one – a Planmeca é a única empresa com soluções de Cad-Cam por adição (Impressora 3D) e por subtração (Fresadoras) – vai ser lançada brevemente a oferta de alinhadores invisíveis da Planmeca com início das certificações clínicas – a Plan-Smile . Os novos projetos estão ligados à oferta Planmeca de alinhadores invisíveis one for all, all for one – LM Activator, Alinhadores Plan-Smile, Alinhadores Estéticos em Consultório Planmeca (Scanner Emerald S + Impressora 3D Creo + OrthoStudio - Software Ortodôntico 3D).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement
advertisement